Você já pensou em planejar a sua sucessão familiar?

Por Rodrigo Isolan, tabelião substituto do 3º Tabelionato de Notas de Caxias do Sul (RS).

Quantos e quantos planejamentos fazemos durante a nossa vida?

Planejamos desde o que iremos fazer no dia, quanto à noite; planejamos como será nossa rotina profissional ou familiar. Planejamos até a troca do carro ou da escola dos nossos filhos; planejamos as férias, a compra de um imóvel ou estudos no exterior – , ou seja, planejamos ou ao menos tentamos planejar tudo, ou quase tudo.

Sabemos que há pessoas avessas aos planejamentos, as que gostam de deixar o mundo girar e se adaptar as situações, mas nem todas são assim…

Voltando à pergunta título deste assunto – você já pensou em planejar a sua sucessão?

Sabemos que ninguém, ou quase ninguém, gosta de pensar ou tratar de assuntos pensando em quando não estará mais presente, ao menos fisicamente, aqui entre nós.

O assunto ´morte´ é um tabu que vem sendo estudado por muitos e muitos anos e aqui não se está querendo versar sobre tão delicado tema, mas tratar um pouco somente sobre suas consequências no que tange à sucessão.

Quando falamos em sucessão queremos nos referir ao futuro, em quem e como nos sucederá.

Assim, planejar a sucessão é analisar, estudar e concluir a melhor forma de prever o futuro, para o caso da sucessão.

Importante neste processo é a análise da vontade da pessoa que deseja realizar o seu planejamento sucessório, escutar e diagnosticar as suas intenções, estudando o caso e concluindo qual o melhor planejamento sucessório para a situação posta.

Não menos importante é que para cada pessoa existe um planejamento, e que nem sempre a solução que se adéqua a um pode ser a melhor para o outro.

Portanto, devemos ter cuidado em copiar planejamentos sucessórios de uma pessoa ou uma família, podendo não ser o mais eficaz para o caso em exame.

O planejamento sucessório, após a análise, estudo e conclusões, pode ser aplicado por meio de testamento, doações ou criação de empresas familiares.

Planejar a sucessão é algo que se faz em vida, quando a pessoa está lúcida, dona de seus atos, querendo evitar preocupações e infortúnios futuros e porque não, em alguns casos, redução de custos e despesas futuras.

São muitos os aspectos levados em consideração quando da análise de um planejamento sucessório, os quais devem ser levados a um profundo estudo de profissionais habilitados a tal mister, como advogados, tabeliães, contadores e conselheiros patrimoniais entre outros, evitando assim análises superficiais e soluções genéricas.

Pensem nisso.

http://www.espacovital.com.br/noticia-30510-voce-ja-pensou-em-planejar-sua-sucessao-familiar