Justiça autoriza aborto de feto com má formação genética

Fonte: TJRJ

O juiz Edison Ponte Burlamaqui, da 4ª Vara Criminal da capital, autorizou nesta quinta-feira, dia 27, que um casal interrompa a gravidez. Segundo os autos do processo, o feto não possui os dois rins, sendo portador da doença Agenesia Renal Bilateral, o que inviabiliza a sobrevivência do bebê.

O magistrado destacou ainda a semelhança do pedido feito pelos pais do bebê com um caso de feto anencefálico (sem formação do cérebro) julgado recentemente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no qual os ministros também entenderam que o caminho mais adequado seria a interrupção da gravidez. Leia mais.

http://ibdfam.org.br/noticias/na-midia/10494/Justi%C3%A7a+autoriza+aborto+de+feto+com+m%C3%A1+forma%C3%A7%C3%A3o+gen%C3%A9tica