Frases by Mônica

.

Motivada pela Profª Juliana Gontijo, colacionei alguns ditados populares que ouvi de meus pais, avós e demais conterrâneos, ao longo de minha infância.

Tais expressões fazem parte da cultura de cada região e são muito usadas, principalmente no meio rural – município de Guanhães, interior de Minas Gerais – onde nasci e morei até os 11 anos de idade.

Muito deles são velhos conhecidos mas que sempre estão na boca de um e de outro, dada a sua frequente pertinência contextual.

Quem tiver interesse em ver sua frase divulgada no nosso site, sinta-se à vontade para enviá-la pelo e-mail, jfgontijo@direitodefamilia.adv.br.

As contribuições serão sempre enriquecedoras.

Desde já agradeço a participação e a atenção dos internautas.

Mônica Morais

 

“A arte sempre aparece; o artista, nem sempre.”

“A boca não fala o que o coração não sente.”

“A casa dos pais é dos filhos, mas a casa dos filhos não é dos pais.”

“A desculpa do peidorreiro é barriga inchada.”

“A esmola quando é muita o santo desconfia.”

“A esperança é a última que morre.”

“A galinha do vizinho é sempre a mais gorda.”

“A mentira tem pernas curtas.”

“À noite todos os gatos são pardos.”

“A pressa é inimiga da perfeição.”

“A união faz a força.”

“A vida é dura para quem é mole.”

“Água e conselho só se dá a quem pede.”

“Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.”

“Ajoelhou tem que rezar.”

“Alegria de pobre dura pouco.”

“Amanhã é um novo dia.”

“Amanhã o carneiro perde a lã.”

“Amigos, amigos, negócios à parte.”

“Amor com amor se paga.”

“Angu de um dia não engorda cachorro.”

“Antes tarde do que nunca.”

“Assim como se toca se dança.”

“Avançar na lua achando que é queijo.”

“Bate-se na cangalha para o burro entender.”

“Cada macaco no seu galho.”

“Caldo quente, farinha nele.”

“Cão que ladra não morde.”

“Carro apertado é que canta.”

“Carroça vazia é que faz barulho.”

“Casa de ferreiro, espeto de pau.”

“Caso perdido, coragem.”

“Cautela e canja de galinha não faz mal a ninguém.”

“Cavalo dado não se olha os dentes.”

“Cesteiro que faz um cesto faz um cento.”

“Chover no molhado.”

“Chumbo trocado não dói.”

“Comer e coçar é só começar.”

“Comeu o pão que o diabo amassou.”

“Contra o tempo não há argumento.”

“Coração é terra que ninguém vai.”

“Cria uma cobra e ela te picará.”

“Cuidado com o andor porque o santo é de barro.”

“Dando murro em ponta de faca.”

“De grão em grão a galinha enche o papo.”

“Depois da tempestade vem a bonança.”

“Despir um santo para vestir outro.”

“Deus ajuda a quem cedo madruga.”

“Deus dá o frio conforme a coberta.”

“Deus não dá asa a cobra.”

“Deus não está pobre pelo que ele tem dado.”

“Deus tira os dentes e abre a goela.”

“Devagar e sempre.”

“Devagar se vai longe.”

“Diga-me com quem tu andas e eu te direi quem és.”

“Dinheiro na mão é vendaval.”

“Dois bicudos não se beijam.”

“Dormindo com os olhos dos outros.”

“Duas cabeças pensam melhor que uma.”

“É caindo que se levanta.”

“É de manhã que começa o dia.”

“É melhor prevenir que remediar.”

“É preciso dar tempo ao tempo.”

“Em boca fechada não entra mosquito.”

“Em briga de marido e mulher não metas a colher.”

“Em casa de ferreiro o espeto é de pau.”

“Em rio que tem piranha jacaré nada de costas.”

“Em terra de cego quem tem um olho é rei.”

“Enquanto existir cavalo São Jorge não anda a pé.”

“Entre no armazém, mas não entre na farmácia.”

“Espera de muito é dia de nada.”

“Feijão cozido não nasce.”

“Filho de peixe, peixinho é.”

“Filho feio não tem pai.”

“Flor bonita é no pé; moça bonita é na casa dos pais dela.”

“Galinha que acompanha pato morre afogada.”

“Gato escaldado tem medo até de água fria.”

“Ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão.”

“Longe dos olhos, longe do coração.”

“Macaco quando não come a banana é porque ela está podre.”

“Macaco velho não põe a mão na cumbuca.”

“Mais tem Deus para dar do que o diabo para tirar.”

“Mais vale um cachorro amigo do que um amigo cachorro.”

“Mais vale um pássaro na mão do que dois voando.”

“Melhor pecar por excesso que por falta.”

“Muita trovoada é sinal de pouca chuva.”

“Nada como um dia após o outro.”

“Não adianta chorar pelo leite derramado.”

“Não adianta tapar o sol com a peneira.”

“Não deixe para amanhã o que pode ser feito hoje.”

“Não há mal que nunca se acabe nem bem que sempre dure.”

“Não julgue para não ser julgado.”

“Não se deve colocar o chapéu onde a mão não o alcance.”

“Não se deve cutucar a onça com vara curta.”

“Não se deve dar um passo maior que a perna.”

“Não se faz tempestade em copo d´água.”

“Nem tudo que reluz é ouro; nem tudo que balança cai.”

“No dia em que nasce um sapo nasce uma sapa.”

“O apressado come cru.”

“O bom filho à casa retorna.”

“O cachorro entra na igreja porque acha a porta aberta.”

“O futuro a Deus pertence.”

“O olho do dono é que engorda o gado.”

“O que os olhos não vêem o coração não sente.”

“O que se tira e não se repõe um dia se acaba.”

“O que tem de frigir, assa.”

“O que tiver de ser será.”

“O seguro morreu de velho.”

“O tempo cura tudo.”

“Olhar com os olhos e lamber com a testa.”

“Olho por olho, dente por dente.”

“Onde há fumaça há fogo.”

“Os últimos serão os primeiros.”

“Panela que muitos mexem ou sai salgado ou sem sal.”

“Para cada pé torto tem um chinelo velho.”

“Para descer todo santo ajuda.”

“Pé de galinha não mata pinto.”

“Personalidade, aperto de mão e café são marcantes quando fortes.”

“Pimenta nos olhos dos outros é refresco.”

“Pouco com Deus é muito; muito sem Deus é nada.”

“Quando a barba do vizinho começar a arder ponha a sua de molho.”

“Quando o gato não está em casa os ratos fazem a festa.”

“Quando o patrão senta o empregado deita.”

“Quando um não quer dois não brigam.”

“Quanto mais alto maior o tombo.”

“Quanto mais se tem mais se quer.”

“Quem ama o feio bonito lhe parece.”

“Quem brinca com fogo acaba se queimando.”

“Quem cala consente.”

“Quem com ferro fere com ferro será ferido.”

“Quem dá aos pobres empresta a Deus.”

“Quem dá o que tem a pedir vem.”

“Quem desdenha quer comprar.”

“Quem dorme com criança acorda mijado.”

“Quem espera sempre alcança.”

“Quem está na chuva é para se molhar.”

“Quem está na garupa não governa a rédea.”

“Quem fala o que quer ouve o que não quer.”

“Quem foi rei nunca perde a magestade.”

“Quem gosta de jiló, pimenta malagueta é refresco.”

“Quem muito abaixa a bunda aparece.”

“Quem não agüenta não inventa.”

“Quem não arrisca não petisca.”

“Quem não chora não mama.”

“Quem não pode com mandinga não carrega patuá.”

“Quem não tem bunda não assenta no morro.”

“Quem não tem cão caça com gato.”

“Quem pega tostão pega milhão.”

“Quem pensa não casa.”

“Quem quer faz quem não quer manda.”

“Quem ri por último ri melhor.”

“Quem se mistura com porcos farelo come.”

“Quem semeia vento colhe tempestade.”

“Quem sempre foi tostão nunca chega a centavo.”

“Quem tem boca vai a Roma.”

“Quem tem horta não deve couve.”

“Quem tem telhado e vidro não joga pedra no telhado do outro.”

“Quem tudo quer tudo perde.”

“Quem vai na frente bebe água limpa.”

“Quem vai na onda de pato é ganso.”

“Quer saber o que ele é? Mora com ele.”

“Rapadura é doce mas não é mole.”

“Santo de casa não faz milagre.”

“Santo encomendado não vai ao altar.”

“Sapo de fora não coacha.”

“Se barba fosse respeito bode não tinha chifre.”

“Se bico valesse tucano era rei.”

“Sentado sobre o próprio rabo.”

“Tatu não esquece a morada antiga.”

“Tudo na vida passa.”

“Tudo que sobe desce.”

“Um dia de vida é sempre vida.”

“Um dia é da caça o outro do caçador.”

“Um homem prevenido vale por dois.”

“Um olhar diz mais que mil palavras.”

“Uma caminhada de 1.000 metros começa com o primeiro passo.”

“Vão-se os anéis, ficam os dedos.”

“Viva a fartura porque a miséria ninguém atura.”